O Teatro de Dionísio

jan 11, 2014 by

Teatro de Dionísio em reconstituição do século XIX.

O Teatro de Dionísio em reconstituição do século XIX.

Uma das mais importantes manifestações culturais da civilização grega foi o Teatro. As práticas teatrais tomaram lugar, principalmente em Atenas e desenvolveram-se, sobretudo, com o culto a Dionísio, deus da vegetação, da fertilidade e da vinha.  A celebração se dava por meio de procissões, onde eram usadas máscaras e eram entoados cantos líricos, o ditirambo.

Ditirambo (“hino em uníssono”), consistia numa ode entusiástica e exuberante dirigida ao deus, dançada e representada por um Coro de 50 homens (cinco por cada uma das tribos da Ática) vestidos de sátiro (meio homem, meio bode, uma espécie de servo de Dionisio). Os “sátiros” tocavam tambores, liras e flautas e iam cantando à medida que dançavam em volta de uma esfinge de Dionísio. Esta cerimônia era totalmente religiosa, uma espécie de hino no meio de uma missa.

Os “sátiros” eram acompanhados pelas Mênades, mulheres seguidoras e adoradoras do culto à Dionísio, dançavam de uma maneira muito livre e lasciva, em total concordância com as forças mais primitivas da natureza. Os mistérios que envolviam o deus, provocavam nelas um estado de êxtase absoluto. Normalmente são representadas nuas ou vestidas só com peles de veado, e com grinaldas de Hera.

À medida que o tempo ia passando, o Ditirambo foi evoluindo para a ficção, para o drama, para a forma teatral, como a conhecemos hoje. Quem dirigia o ditirambo ia juntando gradualmente relatos de façanhas de heróis que tinham passado grandes tormentos pelo seu Povo. Também as danças que no início seriam descontroladas e caóticas iam gradualmente passando a danças organizadas e elaboradas. Também se começa gradualmente a introduzir poesia no ditirambo.

Por volta do século V a.C., o teatro passou a tomar um lugar importante na cultura e no orgulho cívico locais. Durante as Grandes Dionisíacas, eram realizados concursos de teatro. Cada autor concorria com três peças, ou seja, uma trilogia. Esses fetivais de teatro, além de populares, eram bastante concorridos, os vencedores acabavam recebendo uma grande projeção.

Theatre_of_Dionysus_01

Teatro de Dionísio

O Teatro de Dionísio foi o mais importante dos teatros da Grécia antiga, é considerado o berço do teatro ocidental e da tragédia. Situa-se na encosta sul da Acrópole de Atenas. Foi lá que foram apresentadas as célebres tragédias clássicas de Ésquilo, Sófocles e Eurípedes.

O teatro fazia parte do santuário de Dionísio, que se estendia ao sul da Acrópole, e foi construido no século V a.C.. No princípio tinha apenas um local para a orquestra, em terra batida, um palco construído em madeira e os espectadores se acomodavam nas encostas naturais do terreno. Em 410 a.C. foram construídas arquibancadas em madeira. A construção em pedra, que ainda podemos admirar hoje em dia, é de cerca de 330 a.C. Arquibancadas de pedra substituíram as de madeira, uma cena e uma orquestra de mármore foram acrescentadas.

O teatro possuí 78 fileiras de assentos em pedra e oferece lugar para 17.000 espectadores. A primeira fileira, com 67 lugares em mármore, era reservada aos dignitários presentes. O koilon está disposto em semi-círculo ao redor da primeira orquestra, onde aconteciam as danças e cantos do coro. No meio da orquestra havia um altar, onde eram oferecidos sacrifícios ao deus. Os atores atuavam no proscênico. Ao fundo, uma parede com seis colunas dóricas ajudava na acústica, tida como excelente. É tido como o primeiro teatro construido em pedra.

Um teatro grego típico com a designação de suas várias partes

Um teatro grego típico com a designação de suas várias partes

Teatro de Dioniso, visto do alto da Acrópole, com parte da moderna Atenas ao fundo

O Teatro de Dionísio, visto do alto da Acrópole, com parte da moderna Atenas ao fundo

Fonte de consulta: Wikipedia

Leave a Reply

O seu endereço de email não será publicado Campos obrigatórios são marcados *

Você pode usar estas tags e atributos de HTML: <a href="" title=""> <abbr title=""> <acronym title=""> <b> <blockquote cite=""> <cite> <code> <del datetime=""> <em> <i> <q cite=""> <strike> <strong>